Postagens

O Elfo de Olhos Azuis

Imagem
Palavra do Autor:

Não tenha vergonha, chore!

Quando perdemos alguém a tristeza nos invade e temos dificuldade de superá-la.
  Devemos chorar e nos entristecer sim. Porque nenhum de nós fica alegre quando perde alguém. Chore! Se sentir vontade de chorar, chore. Não se importe com o que as pessoas dizem. Todo ser humano nasce sabendo que um dia vai deixar essa terra. A partir do momento em que nascemos, já estamos caminhando para a morte. Todos sabemos que o destino do ser humano é a morte, mas ninguém, absolutamente ninguém quer morrer e tampouco aceita a morte de quem se ama. Por que será que as pessoas não aceitam a morte?  A resposta é bastante simples: porque Deus não nos fez para morrer.  A desobediência trouxe-nos o pecado. E por conseguinte o pecado trouxe dor, a morte e a angustia ao mundo.

Capítulo I

Lorian deixou que a personalidade do cigano Magno viesse abraçar seu pai pela última vez.
Um abraço que eles nunca trocaram... Seu pai que ele tanto queria junto dele agora estava …

A Escolha É Sua

Imagem
16º Episódio Palavra do autor:

Diferentemente do que muitas pessoas pensam, em se tratando de fenômenos paranormais:  a presença de espíritos se manifesta de maneiras bastante claras, onde podemos diferenciar uns espíritos de outros. ex: Existem espíritos inteligentes. Que são os espíritos de pessoas falecidas que tentam uma comunicação direta com os vivos
Existem os espíritos residuais: que são aqueles espíritos que não sabem que existem seres viventes no local onde estão, por esse motivo eles acabam interagindo apenas com o ambiente.
Existe também o caso dos espíritos residuais tomarem a forma de uma entidade maligna ou demoníaca, uma vez que jamais viveram na forma humana.
Existem os espíritos presos: Que são pessoas que faleceram deixando uma coisa que ela queria muito terminar e não conseguiu ou a alguém que ela ama muito e que sofre demais com sua morte impedindo sua partida.
Todos os espíritos deixam sinais claros de suas presenças no ambiente e podem se manifestar de diversas manei…

Só Faltava: Um Abraço.

Imagem
15º Episódio
Palavra do Autor: - O Amor
O amor existe desde sempre! Porque o amor é Deus. Os humanos dividiram o amor em: Carnal; Entre dois seres que se apaixonam, Espiritual; a amizade e seus sentimentos, Maternal; como o nome já indica pais e filhos.
Mas o único amor absoluto! Sem restrições, sem quês e nem porquês, o amor que nem mesmo a morte faz com que acabe. o amor sublime: foi presenteado a uma fêmea por Deus! A Mãe! Nenhum amor no mundo dos seres se compara ao amor de uma mãe a sua cria.

Capitulo I

Após gritarem o nome do elfo com toda força... Ficaram todos num silêncio mortal diante do rosto triste de Elessar que não havia voltado a sua forma de guerreiro orgulhoso da sua beleza élfica. Elessar possuía seus poderes antigos e havia aflorado outros que ele nem tentava usar antes, por não admitir usar magia negra. Elessar sabia que iria passar por uma grande provação e que talvez não fosse aceito pelo seu povo... E tem mais: com a eminência de ser deposto de seu reinado élfico po…

Perdas

Imagem
14º Episódio
Palavra do Autor


Ficar de luto é o mesmo que se mudar para uma cela blindada, da qual saímos somente para intermináveis e dolorosos banhos de sol. Uma solitária que quando saímos por um instante queremos voltar logo! É um lugar triste e sombrio! Porém é o lugar onde nos sentimos menos desconfortáveis. Nos esconder em nós mesmo é a única maneira de não sentir tanta dor ao ver as pessoas sorrindo, quando dentro de nós não existe luz. Se a cada dia a morte se repete muitas vezes. Ao acordar, está lá a morte de novo. A cada lembrança, outra morte... Acordar. Respirar. Pensar. Existir é insuportável.
Dormir ainda nos dá alívio, porque a dor adormece. Mas também é o momento em que o medo desperta: porque será preciso enfrentar o dia seguinte. Quando perdemos quem amamos morremos um pouco... Mesmo que o coração insista em bater.
A morte é uma verdade disfarçada de absurdo. Não se arrepende, não volta atrás, é desfecho.
A morte é o verdadeiro “para sempre”.  É silêncio que ens…